Conheça Potosí, a segunda Cidade mais alta do mundo

Potosí, a segunda Cidade mais alta do mundo 1

Conhecer Potosí é a vontade de muitas pessoas principalmente para aquelas que já leram sobre alguma literatura que se refere à cidade como, por exemplo, “As veias abertas da América Latina.” São muitas atrações interessantes que você encontrar ao passear por Potosí na Bolívia. Conheça agora a história e os principais atrativos dessa cidade.

Um pouco da História de Potosí, a segunda Cidade mais alta do mundo

Provavelmente, através das pesquisas e informações que vem procurando sobre Potosí, essas não estejam lhe agradando muito, devido diversas pessoas mostrarem apenas o lado ruim da Cidade que na verdade não é extremamente negativa, mas sim é o lado que mostra a marca profunda de um passado no qual você pode tirar grande lição de vida. 

Fundada em 1545, logo após a descoberta de reservas de prata na montanha Cerro Rico, Potosí situa-se na Bolívia e é a segunda Cidade mais alta do mundo com 4.070 metros de altitude. Já foi sinônimo de riqueza e prosperidade em que o sustento era garantido. No século XVII metade da prata que circulava no planeta vinha de Potosí. Após 500 anos de exploração a prata deixou de existir e com isso mais de 8 milhões de pessoas deixaram a cidade. A idade declarada como Patrimônio Mundial da Humanidade pela Unesco, tem seu lado colonial e cultural que pulsam forte e revelam grandes maravilhas. As ruas curtas com centenas de casas é possível você notar heranças do período colonial em toda parte incluindo a arquitetura. Lembra muito Ouro Preto, MG.

Cerro Rico: a montanha que representa o sucesso e a desgraça de Potosí. (foto acima, capa desse post)

Da Plaza de Armas dá para se ver o Cerro Rico. Olhando para esse monte pelado, feio e pedregoso no meio de uma paisagem árida, é emocionante lembrar que foi dali que saiu a prata que movimentou a Revolução Comercial na Europa nos séculos XVI e XVII, financiou guerras na Europa e alimentou o poder real espanhol, que ficava com 20% do que era ali produzido. Durante duzentos anos extraiu-se prata do Cerro Rico, em tal quantidade que se diz que com ela se poderia fazer uma ponte ligando Potosí a Madri. 

Hoje, Cierro Rico deixou de ser rico e fez de Potosí a capital de pessoas mais humildes financeiramente. A mina, que de onde se extraía a prata, é perseguida atualmente por 15 mil pessoas dia e noite, entre elas menores de idade, à procura de algum brilho que lhes proporcione qualidade de vida. 

Minha passagem por Potosí

Minha passagem por Potosí, foi durante meu Mochilão: Bolívia, Chile e Peru. Nesta foto eu estava aguardando o Ônibus para Uyuni. Abaixo, dicas do que visitar em Potosí, a segunda Cidade mais alta do mundo.Potosí, a segunda Cidade mais alta do mundo 2

O que visitar em Potosí?

A Mina

Visita às minas não é uma visita para qualquer um: pode ser perigosa, o ambiente é úmido e quente, praticamente não há ventilação e as minas ainda estão em funcionamento. Leve água, um lenço para cobrir o nariz e um presentinho para os mineiros, como refrigerante ou folhas de coca. Não se esqueça de que você está a mais de 4.000m sobre o nível do mar: tome antes umas duas xícaras de chá de coca. Use a roupa mais surrada que tiver, pois é provável que saia de lá imundo. A visita, que demora em média 3h, é guiada. Na entrada, um capacete e uma lanterna, lhe serão entregues. Nas minas os Mineiros trabalham sob um calor de 40º respirando pó de sílica todos os dias. Devido a isso, a expectativa de vida para eles não passa de 45 anos.Potosí, a segunda Cidade mais alta do mundo 3

Dentro do buraco das minas se encontram algumas estátuas chamadas de “Tio”. Você vai perceber que essas estátuas estão sujas de sangue. Esse sangue é de ilhamas que foram sacrificadas durante o festival de veneração ao “Tio”. Os mineiros acreditam que ao aspergir o líquido vermelho sobre a imagem eles se encontrarão protegidos. Ou seja, ali, embaixo da terra, “El Tio” é o deus e que oferendam a ele para pedir proteção durante o trabalho.Potosí, a segunda Cidade mais alta do mundo 4

Casa da Moeda

Esse é o local onde era guardada toda a prata extraída do Cerro Rico e que depois eram transformadas em moedas. Uma misteriosa e antiga máscara você vai encontrar na Casa da Moeda de Potosí. Alguns dizem que esse sorriso irônico da máscara representa a ganância pela exploração.Potosí, a segunda Cidade mais alta do mundo 5

Museu Convento de Santa Teresa

O museu também engloba a igreja Santa Tereza e o convento de Santa Tereza, antiga residência das enclausuradas Irmãs Carmelitas. Um dos quartos mostram a maneira simples que vivem as freiras. E Um dos lugares mais tenebrosos do Convento é onde eram sepultadas as freiras. Potosí, a segunda Cidade mais alta do mundo 6

Museu Convento de São Francisco

O convento mantém um importante acervo artístico e catacumbas que funcionam na cripta da igreja, que também podem ser conhecidas em visitas guiadas. Mas o que realmente compensa o ingresso é o mirante da igreja, de onde se tem uma das mais belas vistas de Potosí (foto abaixo).Potosí, a segunda Cidade mais alta do mundo 7

No altar do convento há uma imagem de Cristo cujos cabelos crescem milagrosamente, dizem os mais religiosos.Potosí, a segunda Cidade mais alta do mundo 8

Igreja de São Lorenzo 

Irá avistar uma linda obra de arte muito bem trabalhada na fachada da Igreja de São Lorenzo inspirada no período barroco. Devido à chegada de diversas ordens religiosas na época em que Potosí era famosa pela prata, eles deixaram na cidade forte magnificência nos conventos e igrejas. Potosí, a segunda Cidade mais alta do mundo 9

Como chegar?

Atualmente, não há voos diretos do Brasil para o aeroporto Capitán Rojas, em Potosí, mas diversas empresas sul-americanas dispõem de opções para La Paz, distante 536 quilômetros da cidade – cerca de seis horas por via terrestre.

Se tiver em Sucre, há lotações (carros para 4 pessoas mais o motorista) de Sucre para Potosí, chamadas expressos. É possível fretar um táxi para fazer o mesmo trajeto ida-e-volta; uma ótima opção.

Onde ficar?

O Hostal La Casona é a melhor escolha em Potosí. Funcionando em um antigo casarão, ele fica a duas quadras da praça principal, em uma área de fácil circulação tanto durante o dia quanto a noite.

Informações importantes:

Quando você desembarca em uma Cidade de Altitude Elevada, como é o caso de Potosí, provavelmente sente o impacto do ar rarefeito em seu organismo. Esse desconforto é conhecido como Mal de Altitude (clique e saiba mais sobre esse mal). Na fase de adaptação os sintomas mais comuns são dores de cabeça, náusea, tontura, respiração curta e perda de apetite. Mas, não se espante! Existem certos cuidados que funcionam e você já pode ir providenciando. Como, por exemplo:

  • Faça uma consulta médica antes de viajar e tome o remédio que seja prescrito pelo seu médico, ou mastigue ou beba em chá as folhas de coca para aliviar esses sintomas;
  • Dias antes da viagem faça umas corridas ou caminhadas a fim de melhorar seu preparo físico;
  • Ao chegar na cidade no primeiro dia, descanse, evite fazer esforços físicos, realize seus passeios em ritmo lento, até você ficar aclimatado;
  • Evite ingerir bebidas alcoólicas e não se alimente de comidas “pesadas”;
  • Beba bastante água, mesmo antes de se sentir mal. Como há menos oxigênio disponível para nossa respiração, respiramos com mais frequência e perdemos mais vapor de água. É bom tomar uma quantidade maior do que toma no Brasil por dia;
  • Se tiver em Sucre e preferir ir de carro/táxi vá fazendo paradas à medida que for aumentando a altitude;

Tem viajantes que não sentem desconforto algum estando em Potosí, porém é melhor você já ir conhecendo os cuidados que deve tomar caso sinta algum incômodo.

Por fim, há várias outras atrações para você visitar em Potosí, a segunda Cidade mais alta do mundo. Mesmo a cidade estando carente de sua prata, vale a pena conhecê-la por suas riquezas culturais e pela experiência de vida das pessoas que habitam no local.

No Instagram @roteiroviagemdemochileiros você encontrará mais fotos do Meu Mochilão: Bolívia, Chile e Peru em que Potosí fez parte dele. Pesquise pela hashtag #roteiroviagemdemochileiros

Boa Viagem, Mochileiros!!

Booking.com

Economize em Passagens Aéreas. Conectamos você com quem tem milhas sobrando. Clique abaixo! Imagem 4


Conheça Potosí, a segunda Cidade mais alta do mundo
Avalie esta postagem

Tenho certeza que você vai gostar também:

O Booking é um dos maiores sites de hospedagem do mundo que ajuda os viajantes decidirem a reserva com base nas dicas, comparação de preços, fotos do estabelecimento, avaliações e comentários feitos por ex hóspedes principalmente nos quesitos: atendimento e higiene do local. Fizemos uma parceria com o booking e você reservando por aqui, ajuda o blog a manter atualizado com novas dicas de viagem. Lembrando que você leitor não paga mais nada por isso! E apenas acessando através da imagem/pesquisa abaixo e não reservando ou reservando e cancelando não ganhamos nada. Também não ganhamos nada apenas por divulgar o site deles. CLIQUE ABAIXO e pesquise bastante usando os filtros, tenho certeza que encontrará uma hospedagem ideal pra você! Eu uso sempre e recomendo!
Booking.com

Comentários